Filho é preso suspeito de estuprar e matar a mãe de 80 anos, na região

May 30, 2019

   

                          Delegada da DDM, Alexandra Nogueira conta que o filho da vítima está preso temporariamente

 

A Polícia Civil de Bauru, por meio da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), investiga o feminicídio de uma idosa de 80 anos, que foi encontrada morta em sua casa, no Parque Santa Edwirges, na manhã de 30 de março deste ano. Inicialmente, o caso foi registrado como morte suspeita, mas o rumo das investigações mudou totalmente após exame necroscópico apontar estupro e morte por asfixia mecânica. Se já não bastasse todos esses elementos, o crime ganha contornos ainda mais chocantes, uma vez que filho da vítima, um homem de 39 anos, é o principal suspeito. Ele, inclusive, foi preso ontem. Os nomes da idosa e do suspeito foram preservados, porque o caso ainda está em investigação.

Delegada ada DDM, Alexandra Nogueira diz que o filho negou o feminicídio em interrogatório, mas teve sua prisão temporária concedida pela Justiça. Pesou contra ele o depoimento de testemunhas e boletins de ocorrência de agressão, o último deles em 25 de março, cinco dias antes do crime (leia mais abaixo).

A polícia aguarda, agora, o resultado do exame sexológico, que possibilitará o confronto entre o DNA do filho e da mãe, este último foi conservado pelo IML. Por meio do procedimento, a polícia deve confirmar se o acusado, que morava com a vítima e possuiria problemas com uso de álcool, estuprou e matou sua própria genitora.

NA CAMA

Segundo o BO, a idosa foi encontrada morta sobre a cama por vizinhos, que residiam em uma casa anexa à da vítima. Eles teriam suspeitado ao perceber que ela não havia acordado até por volta das 11h, e acionaram o Samu, que apenas constatou o óbito.

Na ocasião, o filho dela, de 39 anos, relatou aos policiais ter ficado em um bar e visto a mãe apenas na noite anterior. Ele ainda disse que ela apresentava diabetes e problemas de pressão, mas que nunca tinha apresentado crises.

Outro fato que chamou atenção dos policiais foi que o banheiro existente na suíte em que a idosa foi encontrada estava trancado por dentro e o vitrô, quebrado. Havia ainda uma cadeira encostada na parede do lado de fora.

Além da idosa, o marido dela, de 79 anos, que possui Alzheimer em grau avançado, também estaria na casa. Após a morte da esposa, ele teve que ser abrigado com ajuda da prefeitura.

A residência passou por perícia técnica na ocasião e o laudo pericial será avaliado pela DDM.

O homem de 39 não possuía antecedentes criminais. "A prisão foi solicitada com base nas provas testemunhais. Os vizinhos foram incisivos", cita a delegada. "Os gritos, xingamentos e maus-tratos eram diários", completa Alexandra.

O investigado foi encaminhado para a Cadeia Pública de Santa Cruz do Rio Pardo.

Agressões anteriores

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

WHATSAPP DO JORNAL DO POVO PARA ENVIO DE SUGESTÕES, FOTOS OU VÍDEOS
99797-5612 
99797-3003
Siga "JP POVO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black