Polícia Civil alerta sobre avalanche de golpes por celular e internet em Marília. Aposentada caiu no golpe do falso sequestro, viveu onze horas de terror e perdeu cerca de R$ 45 mil

June 4, 2019

 

  Dr. José Carlos Costa, delegado chefe da CPJ: trabalho eficiente das equipes nas investigações, identificações e prisões de golpistas 

 

A Polícia Civil em Marília registrou cerca de quarenta casos de golpes por telefone e internet em dois meses aqui na cidade. Entre os casos que mais chamam a atenção (com maiores números de registros) estão os chamados "golpe do cartão de crédito" e o  "golpe do falso sequestro", que deixaram rastros de transtornos, abalos psicológicos e grandes prejuízos às vítimas.

A Polícia Civil segue nas investigações e com trabalho minucioso de inteligência, logística e tecnologia, já identificou alguns golpistas e recuperou parte dos prejuízos. Detalhes nesse sentido continuam sendo mantidos em sigilo, para não atrapalhar as operações.

"Equipe do 4° Distrito Policial identificou uma ex-presidiária residente em Marília, envolvida em um grande golpe do falso sequestro. Ela havia saído da cadeia em abril passado, onde cumpria pena por este mesmo crime. Parte do material tomado da vítima também foi recuperado", disse ao JP o delegado chefe da CPJ (Central de Polícia Judiciária), dr. José Carlos Costa. Veja abaixo algumas Dicas que ele repassou para prevenção desses golpes. 

 

APOSENTADA VIVEU 11 HORAS DE TERROR E TEVE GRANDES PREJUÍZOS AO CAIR NO GOLPE DO FALSO SEQUESTRO

Um caso registrado na CPJ, em Marília, mostra como os golpistas são frios e calculistas, conseguindo manter as vítimas por várias horas em uma mesmo ligação, sob terror, durante a ação criminosa. 

Uma aposentada de 75 anos, residente na Zona Leste da cidade, recebeu uma ligação ("golpe do falso sequestro"), por volta das 2h da madrugada, onde uma pessoa com voz masculina ligou em seu telefone fixo dizendo que era do PCC e estava com sua filha e queria R$ 50 mil, senão sua filha morreria e que o fuzil já estava pronto perto da cabeça dela".

O golpista tinha os números do telefone fixo e do celular da aposentada. A partir daí da ligação no fixo, ela foi todo o tempo monitorada com a ligação em seu telefone celular. 

O meliante pediu para ela levantar as 6h30 da manhã e fazer um saque de R$ 3 mil. Ela fez o saque em um autoatendimento do Banco do Brasil da Avenida Sampaio Vidal, as 7h09. Orientada pelos golpistas levou co seu veículo o dinheiro e joias até a Praça do Tiro de Guerra, na Zona Norte da cidade, onde entregou tudo (gargantilha de ouro com safira, par de brincos com safira, aliança de brilhantes, dois anéis de brilhantes, três pares de brincos de ouro e oito relógios de pulso dourados) para alguém que parecia se mulher, pois a orientação foi que a vítima não deveria olhar para a pessoa.

Já era quase 9h, quando o golpista, ainda com a aposentada na linha, mandou ela se dirigir à uma loja e comprar quatro aparelhos celulares da marca Samsung modelo S10. 

Ela foi até uma loja de celulares no calçadão da Rua São Luiz, onde comprou os quatro aparelhos, pagando R$ 23.995,33, pagos com cartão de crédito em doze parcelas de R$ 1.991, 61 cada uma.

Orientada pelo golpista, ainda na mesma ligação, a aposentada levou os aparelhos celulares para um pessoa no estacionamento de um supermercado, localizado no Bairro Santa Antonieta, na Zona Norte de Marília. A exemplo do ocorrido na Praça do Tiro de Guerra ela, ela não deveria olhar para o rosto da pessoa que se aproximaria do veículo e receberia os aparelhos (com as respectivas notas fiscais) pela janela. 

Os golpistas determinaram ainda que a idosa fosse à uma agência do Banco do Brasil, onde ela sacou R$ 9 mil e depositou em duas contas diferentes de agências localizadas no Rio de Janeiro (via transferência).

Em seguida, determinaram (ainda na mesma ligação) que a idosa fizesse mais um saque de R$ 5 mil e depositasse em quatro contas diferentes, em lotérica. Ela foi até um lotérica localizada na Avenida Vicente Ferreira, na Zona Leste da cidade, onde depositou R$ 1.500,00 para uma mulher, mais R$ 1.500,00 para outra mulher, R$ 1.500,00 para um homem e mais R$ 500,00 para outro homem. Todos os depósitos em contas da Caixa.

Nesse momento, por volta das 12h50, a vítima recebeu telefonema de uma filha, dizendo que a neta dela estava esperando na porta da escola e perguntando porque a idosa não havia ido buscá-la. Foi então de descobriram tratar-se de um golpe. 

A Polícia Civil conseguiu identificar uma mulher envolvida nesta ação criminosa e recuperou alguns celulares e parte das joias. 

 

OUTRO CASO: IDOSA PERDEU R$ 5 MIL NO GOLPE DO CARTÃO

DE CRÉDITO

Em outro caso recente, uma idosa perdeu cerca de R$ 5 mil no golpe do cartão de crédito. Após receber ligação de uma pessoa se passando por funcionária do banco (veja como funciona abaixo) ela recebeu a "visita" de um motoboy em sua casa. 

A mulher entregou ao golpista um envelope com seu cartão de crédito e a senha. Os larápios fizeram um saque de R$ 3 mil e outros dois quase de quase dois mil, na agência do Banco do Brasil na Avenida Sampaio Vidal, em horário de expediente numa sexta-feira. Câmeras de monitoramento flagraram um dos golpistas com a cara "descoberta" no caixa. 

 

DICAS PARA SE PREVENIR E EVITAR GOLPES

 

GOLPE DO CARTÃO DE CRÉDITO

Estelionatário liga no telefone fixo, geralmente para pessoas idosas, alegando ser do "Setor de Segurança Visa Master Card etc", sob alegação que a vítima fez uma compra com seu cartão, com valor alto. 

A vítima, por sua vez, fica preocupada, pois não fez a tal compra. Com a negativa da vítima, o estelionatário diz que tem que trocar o cartão.

Pede para a pessoa ligar do telefone fixo para o 0800 do Banco, desviando com isso a ligação para outro telefone. A pessoa que atende solicita todos os dados e senha do cartão, inclusive da um número de protocolo e pede para que a vítima faça uma carta (o golpísta explica como fazer) e coloque junto com o cartão e a senha em um envelope e lacre. Diz que uma pessoa irá até a residência da vítima para pegar o envelope. De posse do cartão e senha, fazem diversas compras, saques, empréstimos e etc. dando prejuízos enormes à vítima.

DICA: AS PESSOAS DEVEM FICAR ATENTAS, POIS BANCO NENHUM FAZ ESTE TIPO DE SERVIÇO, MANDANDO MOTOBOY IR BUSCAR CARTÃO EM RESIDÊNCIA 

 

GOLPE DO FALSO SEQUESTRO

O estelionatário liga para a vítima e diz que sequestrou algum parente da mesma. Exige que uma quantia em dinheiro seja depositada em uma conta corrente e não permite que a pessoa desligue o aparelho.

Geralmente, os golpistas colocam pessoa gritando ao fundo da ligação, como se fosse o sequestrado, apavorando a vítima. 

DICA: FIQUE ATENTO, ORIENTE TODAS AS PESSOAS DA CASA A NÃO FORNECEREM DADOS PESSOAIS, SOBRETUDO POR TELEFONE, POIS SÃO ESSAS INFORMAÇÕES QUE OS MELIANTES USAM PARA DAR MAIS CREDIBILIDADE AOS GOLPES. ALÉM DISSO, O GOLPISTA NÃO PERMITE QUE A VÍTIMA DESLIGUE O TELEFONE, PARA NÃO MANTER CONTATO COM ALGUM FAMILIAR 

 

DICAS SOBRE GOLPES EM SITES DE VENDAS PELA INTERNET CLIQUE AQUI

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

WHATSAPP DO JORNAL DO POVO PARA ENVIO DE SUGESTÕES, FOTOS OU VÍDEOS
99797-5612 
99797-3003
Siga "JP POVO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black