RACHA: Tato dá nota 4 para atual gestão e questiona se Daniel Alonso vai em qualquer favela em Marília. "Eu vou", garantiu

June 5, 2019

                                         Tato em entrevista ao Canal 9, na noite de ontem

 

O vice-prefeito Antonio Ambrósio, o Tato (MDB) esteve no programa "Roda Marília" (Canal 9), na noite desta terça-feira. Respondendo perguntas aos apresentadores Sugar Ray Robson, Rodrigo Viúdes e Cassiano Remoli Déo,  repetiu o mesmo blá-blá-blá da entrevista coletiva onde anunciou seu rompimento político com o prefeito Daniel Alonso (PSDB), no final do ano passado. 

Tato continua sem pisar os pés na Prefeitura, mas segue recebendo salário de cerca de R$ 12 mil. 

"Em respeito aos eleitores que me colocaram lá dentro", disse ele, ao ser questionado por que não renunciou ao cargo, após o rompimento com o prefeito.

Falou ter conseguido uma empresa espanhola que queria investir R$ 50 milhões no tratamento do lixo em Marília. "A Prefeitura só daria o lixo! Afirmou ter trazido o representante da empresa em Marília para conversar com o prefeito Daniel Alonso. "Mas disseram que a Prefeitura iria fazer uma parceria com Presidente Prudente...não deu em nada. Se quiserem eu tenho o nome, endereço e telefone do representante da empresa, para quem duvidar".

Tato deu nota 4 para a atual gestão (de 0 a 10) e disse que não é "carta fora do baralho para as próximas eleições. Que os eleitores pensem bem para não cometerem os erros que cometeram em eleições passadas, inclusive nesta (Daniel Alonso)", alertou. 

Ele acredita na prorrogação dos atuais mandatos. "Falei com um pessoal de Brasília e me disseram que vai passar", referindo-se à PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que tramita na Comissão de Justiça da Câmara dos Deputados e quer esticar os atuais mandatos de prefeitos, vices e vereadores até 2022, para coincidir com as eleições de governadores, presidente, deputados e senadores.

Tato reclamou de "traição" e disse que "quem aparece é o prefeito", ao citar a entrega de duas ambulâncias do SAMU pelo Governo Federal para Marília, no final do mês passado.

"Eu consegui essas ambulâncias com o deputado Baleia Rossi, que é do meu partido", garantiu. 

O vice lembrou das denúncias que fez no Ministério Público Estadual, sobre loteamentos irregulares na cidade. "Levei sim. Foram 21 loteamentos irregulares, tudo errado", ratificou. 

Tato disse que anda de cabeça erguida. "Eu vou em qualquer favela em Marília. Será que o prefeito vai?", questionou. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

WHATSAPP DO JORNAL DO POVO PARA ENVIO DE SUGESTÕES, FOTOS OU VÍDEOS
99797-5612 
99797-3003
Siga "JP POVO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black