ASSOLANDO OS BOLSOS DO POVO: Prefeito Daniel Alonso massacra moradores de Distritos e decreta aumento de R$ 1,50 nas tarifas de ônibus

June 28, 2019

 

O prefeito Daniel Alonso (PSDB) estendeu para os Distritos de Avencas e de Rosália, a punhalada com reajustes de tarifas de ônibus. Os moradores desses dois Distritos, que pagavam R$ 4,25 pelas tarifas de ônibus para vir a Marília, passarão pagar R$ 5,75 a partir da próxima segunda-feira (1°).

Os aumentos decretados pelo prefeito são para "reequilíbrio econômico-financeiro" das empresas que operam nessas linhas. Desta forma, a população humilde que mora nesses Distritos, bem como os estudantes e demais usuários, serão assolados com mais este aumento de R$ 1,50 na tarifa de ônibus. 

PUNHALADA NA POPULAÇÃO DE MARÍLIA, TAMBÉM 

No início de março deste ano, Daniel Alonso também deu mais um duro golpe nos bolsos da população, especialmente os trabalhadores e estudantes e autorizou mais um aumento das tarifas de ônibus urbanos (Sorriso e Grande Marília) de R$ 3 para R$ 3,80.

A paulada de quase 30% de aumento nas tarifas foi confirmada na calada da noite de uma sexta-feira, após o fim do expediente na Prefeitura. 

O acerto entre as empresas e o prefeito vinha sendo articulado há vários dias, em sigilo. O brutal aumento nas tarifas de ônibus foi autorizado pelo prefeito em meio à uma avalanche de reclamações de usuários de ônibus lotados, atrasos e relaxo das duas empresas que formam um nocivo monopólio aqui na cidade. 

Além da paulada nos bolsos dos usuários, as empresas de ônibus, mancomunadas com o prefeito Daniel Alonso, mantiveram o Terminal Urbano aberto por quase dois anos, quando sumiram com as catracas e assolaram os bolsos da população cobrando o dobro de tarifas. Tarifas especiais com descontos para  alunos de cursos profissionalizantes também foram cortadas por essas empresas, com a conivência do prefeito, que aumentou também o IPTU em mais 10% este ano.

Massacrando a população, as tais empresas ainda demitiram mais de 300 cobradores, sobrecarregando e estressando os motoristas com dupla função (cobrar e dirigir) e ainda atrasando percursos. Mudaram itinerários e não renovaram a frota, como determina o contrato de concessão e como prometeu Daniel Alonso ao autorizar a paulada de quase R$ 1 de aumento nas tarifas. Diversas ações judiciais pediram a anulação desse brutal aumento e a sentença deve sair em breve. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

WHATSAPP DO JORNAL DO POVO PARA ENVIO DE SUGESTÕES, FOTOS OU VÍDEOS
99797-5612 
99797-3003
Siga "JP POVO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black