Sindicato dos Servidores aponta Daniel Alonso como "pior prefeito da história", reafirma "estelionato eleitoral" e pode recorrer à Justiça contra retaliações

July 12, 2019

                   Daniel Alonso com o sindicalista José Paulino: rompimento, retaliação e ataques

 

"Pior prefeito da história da cidade, sem diálogo e cometeu sim um estelionato eleitoral". A conclusão é do servidor e diretor do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, Luciano da Cruz, sobre a decisão do prefeito Daniel Alonso (PSDB) em acabar com a Comissão Permanente e Negociação com a categoria. Decreto nesse sentido foi publicado na semana passada.

Ele concedeu entrevista à Rádio 950, juntamente com o presidente do Sindicato, José Paulino. "O prefeito rompeu com o Sindicato, não quer diálogo, mas somos uma diretoria eleita pelos meios legais, através de eleições e temos legitimidade para negociar em nome da categoria. Estamos estudando medidas judiciais para que o prefeito respeite a legitimidade sindical", disse Paulino, apontando ações anti-sindicais por parte de Alonso. "O prefeito quer governar por decretos", resumiu.

ATRASOS DE PAGAMENTOS

O sindicalista reafirmou a preocupação dos servidores municipais quanto a atrasos em pagamentos. "Os aposentados estão recebendo pingado. Veja a que situação chegamos! Os servidores inativos e os ativos estão inseguros sobre atrasos recebimento de seus salários e direitos".

Na semana passada, aposentados e pensionistas do Ipremm (Instituto de Previdência do Município) fizeram protesto em frente a Prefeitura, contra escalonamento e atrasos de pagamentos VEJA AQUI

José Paulino disse que o Sindicato continua aberto ao diálogo. "O prefeito rompeu, mas estamos á disposição para dialogar e vamos defender os servidores no que for necessário. O Sindicato não é oposição política. O prefeito precisa por a mão na consciência e assumir a responsabilidade de negociar com os servidores. Não aceitaremos coação e a prática antisindical". 

A atual diretoria do Sindicato dos Servidores tem vínculos com o PC do B, partido que apoiou a eleição de Daniel Alonso em 2016 e tem vários integrantes em cargos comissionados na Prefeitura, inclusive o secretário municipal da Cultura, André Gomes. 

Em referência aos atritos do secretário da Fazenda, Levi Gomes, com a entidade, o sindicalista deixou uma sugestão: "se não tem secretário com capacidade de negociação, indique outro".

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

WHATSAPP DO JORNAL DO POVO PARA ENVIO DE SUGESTÕES, FOTOS OU VÍDEOS
99797-5612 
99797-3003
Siga "JP POVO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black