Creche adaptada em prédio construído e cedido gratuitamente pela Menin Engenharia será entregue pela Prefeitura no Residencial Montana

August 5, 2019

A Menin Engenharia construiu junto ao Residencial Montana 2, um amplo prédio que,no início deste ano, foi inaugurado como Espaço Com Vida, uma espécie de assistência social às famílias. O imóvel foi edificado por iniciativa da Construtora, dentro de seu programa de alcance social. 

A Prefeitura de Marília não colocou um prego sequer lá! Depois, decidiu mudar a finalidade do prédio construído pela Menin para funcionamento e adaptação de uma creche para 60 crianças. Na "divulgação" da nova utilidade do prédio, a Prefeitura não citou que o imóvel foi totalmente construído pela Menin. E o prefeito Daniel Alonso tenta aparecer como "o gestor da obra".

Somados, os núcleos do entorno do prédio somam cerca de 4 mil casas. Ou seja, apenas o prédio construído pela Menin vai "salvar" uma parte das crianças que necessitam de creches. 

A atual gestão não não fez nada para aqueles populosos bairros e as milhares de mães lá residentes continuam sofrendo com a grave  falta de creches e escolas para seus filhos. 

ABANDONO NOVA MARÍLIA II E NO JARDIM  CAVALARI

Além de não construir nada, o prefeito Daniel Alonso não teve ainda (em mais de dois anos e meio de mandato) capacidade para concluir as obras da Emei Catavento, no Bairro Nova Marília II, na Zona Sul e da Creche Flauta Mágica, no Jardim Cavalari, na Zona Oeste. As unidades começaram a ser construídas na gestão passada. As duas escolas poderiam oferecer cerca de 400 atendimentos no período parcial e 100 no integral.

As obras deveriam ser concluídas até o final do ano passado, conforme promessas da atual gestão, após vistorias nos locais pela secretaria municipal da Educação.

"A realidade é que as obras continuam paralisadas, as estruturas se deteriorando e as comunidades destas regiões, as mães que trabalham e as que precisam trabalhar fora, desesperadas por vagas em creches", disse o vereador Marcos Custódio. 

Ele lembrou que faltam pequenos serviços para conclusão das obras, como colocação de rodapés e gradís de proteção, além da pintura. "Impressionante como há mais de dois anos esses serviços não são concluídos e as reclamações por falta de vagas continuam crescendo, inclusive com preparo de ações pelo Ministério Público para providências nesse sentido", afirmou o vereador. 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

WHATSAPP DO JORNAL DO POVO PARA ENVIO DE SUGESTÕES, FOTOS OU VÍDEOS
99797-5612 
99797-3003
Siga "JP POVO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black