Entrevias adere ao Agosto Laranja, mês de conscientização sobre a Esclerose Múltipla

August 12, 2019

 Frases sobre a doença estão sendo exibidas nos painéis de mensagens eletrônicas localizados nos 570 quilômetros de rodovias concessionadas 

 

No Brasil, estima-se que ao menos 35 mil pessoas tenham Esclerose Múltipla (EM). Estudos apontam que a prevalência da doença no país é de 5,01 a 20 pessoas a cada 100 mil habitantes e que atinge 2,3 milhões de pessoas em todo o mundo, segundo informações da Associação Brasileira de Esclerose Múltipla (ABEM).  A EM é uma patologia neurológica, autoimune e que não tem cura, porém um diagnóstico correto pode ajudar a melhorar a qualidade de vida de pacientes e a desacelerar a progressão dos sintomas.

Com o objetivo de chamar a atenção para a doença e da importância de buscar auxílio médico, a Entrevias Concessionária de Rodovias aderiu à Campanha Agosto Laranja em parceria com a Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo), que também apoia o movimento. Agosto é o mês escolhido em todo o país para lembrar sobre a esclerose, cujo Dia Nacional é 30 de agosto, instituído por lei federal nº 11.303/2006.

De 1 a 30 de agosto, frases de conscientização estão sendo exibidas nos painéis de mensagens eletrônicas ao longo dos 570 quilômetros de rodovias sob concessão, nas regiões de Ribeirão Preto e Marília. “Um dos objetivos da Entrevias é investir em responsabilidade social, utilizar seu recurso operacional e humano em diferentes ações. É estar atenta a movimentos sociais que façam a diferença. Entendemos que rodovias conectam pessoas e interligam caminhos. Por isso, usaremos nossa comunicação nas estradas em prol de uma causa importante”, diz Cláudia Figueiredo, gerente de relações institucionais da empresa.

Fique atento

A EM é a doença autoimune do sistema nervoso central que mais acomete jovens e adultos no mundo inteiro, geralmente mulheres de 20 a 40 anos. Não se sabe a causa, e ainda não há cura para ela, mas já existem tratamentos eficazes para a doença. Dentre seus principais sintomas estão: fadiga, problemas de visão (diplopia, neurite óptica, embaçamento), problemas motores (perda de força ou função; perda de equilíbrio) e alterações sensoriais (formigamentos, sensação de queimação). Como esses sintomas também podem ser assemelhados a outros tipos de doenças, o diagnóstico é fundamental e a especialidade médica indicada é a neurologia.

A Esclerose não é uma doença mental ou contagiosa, tampouco suscetível de prevenção. De acordo com a Associação Brasileira de Esclerose Múltipla, a EM tem sido foco de muitos estudos no mundo todo, o que têm possibilitado uma constante e significativa evolução na qualidade de vida dos pacientes.

Outra consequência que pode ocorrer em casos de doenças neurológicas é o acidente de trânsito e a perda ou diminuição da capacidade de dirigir com segurança, de acordo com a Abramet(Associação Brasileira de Medicina de Tráfego).Mas com um tratamento adequado e a retardação no desenvolvimento da EM, pacientes conseguem manter condições de segurança durante a direção veicular.

Saiba mais

Na Esclerose Múltipla, a perda de mielina (substância cuja função é fazer com que o impulso nervoso percorra os neurônios) leva a interferência na transmissão dos impulsos elétricos e isto produz os diversos sintomas da doença. Esse processo é chamado de desmielinização. É importante atentar que a mielina está presente em todo sistema nervoso central, por isto qualquer região do cérebro pode ser acometida e o tipo de sintoma está diretamente relacionado à região afetada.

Mais informações no site: http://abem.org.br/

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

WHATSAPP DO JORNAL DO POVO PARA ENVIO DE SUGESTÕES, FOTOS OU VÍDEOS
99797-5612 
99797-3003
Siga "JP POVO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black