Servidor público cai em golpe de financeira fantasma e aposentado perde R$ 2,4 mil no "golpe do mecânico", em Marília. Delegado da CPJ alerta população sobre cuidados

August 21, 2019

      Delegado chefe da CPJ, dr. José Carlos Costa: dicas e alertas sobre riscos de  golpes

 

Continuam os casos de golpes virtuais (internet) e golpes pelas ruas de Marília, como o "golpe do falso mecânico". 

Um servidor público municipal de 46 anos, residente na Zona Norte de Marília, perdeu  cerca de R$ 1,1 mil ao cair em golpe de empresa financeira de fachada na internet que ofereceu empréstimos com muitas facilidades.

Após alguns contatos telefônicos via celular com falsos funcionários da tal empresa fantasma, a vítima começou a fazer depósitos para liberação de R$ 15 mil de empréstimo em sua conta bancária.

Primeiro depositou R$ 391,50, depois mais R$ 310,69 e fez ainda um terceiro depósito de R$ 410,00. 

Após este último depósito e muita enrolação da tal financeira, o servidor constatou que havia caído em um golpe, procurou a CPJ (Central de Polícia Judiciária) e registrou a queixa. O caso segue sendo investigado.

APOSENTADO CAIU NO GOLPE DO FALSO MECÂNICO

Em outro golpe registrado na CPJ, um aposentado de 77 anos, residente na Zona Sul de Marília, caiu no golpe do falso mecânico e perdeu R$ 2.400.

Ele relatou que transitava com seu veículo Peugeot/308 pela Rua Alcides Nunes, no Jardim Esplanada, na Zona Sul, por volta das 10h, quando passou sobre algo na referida via pública  e ouviu um barulho.

Nesse momento, outro veículo, ocupado por dois homens, aparelhou com o carro do aposentado, fazendo sinal para que ele parasse. Em seguida, os elementos também pararam o veículo e um deles se identificou como mecânico ao aposentado, enquanto outro seria cliente.

O que seria mecânico pediu para vistoriar o veículo, abriu o capô e disse que havia uma peça que precisava ser trocada. Foi até o outro veículo e cerca de 15 minutos depois retornou com uma peça nas mãos.

Novamente verificou o motor do carro do aposentado, mexeu e disse que havia trocado a referida peça. A vítima relatou que não viu se a peça foi realmente trocada. Em seguida, o falso mecânico disse que o preço do serviço era de R$ 2.400,00.

O aposentado, então, acompanhado do outro elemento, foi com seu carro até a agência da Caixa Econômica Federal, localizada na Avenida Tiradentes, onde sacou o dinheiro e entregou ao golpista, no estacionamento da agência.

Nesse momento, chegou no local um policial militar reformado amigo do aposentado e questionou o elemento sobre o que estava acontecendo. O golpista saiu correndo, atravessou a avenida, o estacionamento de um supermercado e desapareceu. 

OUTROS GOLPES 

Um despachante de 41 anos, foi vítima do "golpe do whatsapp clonado" em Marília. Nos últimos dois meses, foram cerca de quarenta casos desta natureza, com grandes prejuízos para as vítimas. 

O despachante recebeu uma mensagem de um amigo, que provavelmente também teve o whatsapp clonado, dizendo que seu pai (pai do amigo) havia sido vítima de roubo na Rodovia Castelo Branco e precisava de dinheiro, O despachante disse que não tinha dinheiro. Então, pediram para ele mandar um código de segurança, pois os ladrões haviam levado o celular da vítima e a mesma precisava entrar em contato com seus familiares.

O despachante enviou o código de segurança e acabou tendo o seu whatsapp clonado, também, Em seguida, os golpistas começaram a enviar mensagens para seus amigos pedindo dinheiro, ora dizendo que era para uma cirurgia do filho, ora que era para documentação de veículo, ora para ajuda financeira. Um dos amigos do despachante depositou R$ 3,8 mil para os golpistas. 

Em outros casos, que são mantidos em sigilo para não atrapalhar as investigações, um empresário perdeu cerca de R$ 18 mil nesse tipo de golpe. 

ALERTA DA POLÍCIA

O delegado chefe da Central de Polícia Judiciária (CPJ) de Marília, dr. José Carlos Costa, disse ao JP que as pessoas devem ficar atentas ao receberem mensagens via whatsapp ou ligações pedindo dinheiro para determinadas situações.

"Ao receber qualquer mensagem pedindo dinheiro, depósitos em contas ou similares, a pessoa deve checar bem com amigos ou familiares para saber se realmente é verdade, se aconteceu de fato alguma coisa. Ao receber as mensagens ou ligações, as pessoas naturalmente ficam nervosas, mas não devem depositar ou transferir nenhum dinheiro ou passar dados pessoais antes de verificar a verdade das mensagens recebidas", alertou o delegado.

As pessoas também não devem passar nenhum código de segurança ou qualquer outro dado pessoal ou do aparelho celular.

Sobre o caso da financeira fantasma, o delegado reafirmou que os cuidados devem ser redobrados em negócios pela internet, diante do grande números de golpes. 

COMO FUNCIONA O GOLPE DO WHATSAPP CLONADO

Alguém recebe uma mensagem de Whatsapp de um familiar, amigo ou conhecido, pedindo a transferência de dinheiro para uma situação urgente. Querendo ajudar, a pessoa transfere, na hora, a quantia pedida. Depois, descobre que na verdade o número do conhecido havia sido clonado e o depósito foi feito para uma terceira pessoa de fora. 

Geralmente difícil que alguém desconfie, já que as mensagens vem exatamente do mesmo número de seu amigo ou familiar. Enquanto o whatsapp está clonado, o aparelho celular da vítima permanece desligado, ou seja, não tem como quem recebeu a mensagem confirmar com o próprio emitente a verdade sobre os pedidos, 

POLÍCIA CIVIL PRENDEU QUADRILHA DE GOLPISTAS EM MARÍLIA

Em junho passado, a Polícia Civil de Marília, após eficiente trabalho de investigação, realizou uma operação especial e prendeu durante a madrugada quatro homens e uma adolescente de 15 anos, envolvidos em estelionatos ocorridos em Marília. Um outro elemento foi preso no período da tarde. Os prejuízos às vítimas passam de R$ 70 mil  

A gangue atuava na modalidade "golpe do cartão bancário", conforme alerta feito pelo delegado chefe da Central de Polícia Judiciária (CPJ), dr. José Carlos Costa. 

Com a gangue, os policias apreenderam três aparelhos celulares, duas alianças, um notebook e um pendrive. A Operação foi coordenada pelos delegados José Carlos Costa, dr. Sebastião de Castro e dr. Ricardo Coércio, além de 15 investigadores e três escrivães. 

DICAS PARA SE PREVENIR E EVITAR GOLPES

GOLPE DO CARTÃO DE CRÉDITO

Estelionatário liga no telefone fixo, geralmente para pessoas idosas, alegando ser do "Setor de Segurança Visa Master Card etc", sob alegação que a vítima fez uma compra com seu cartão, com valor alto. 

A vítima, por sua vez, fica preocupada, pois não fez a tal compra. Com a negativa da vítima, o estelionatário diz que tem que trocar o cartão.

Pede para a pessoa ligar do telefone fixo para o 0800 do Banco, desviando com isso a ligação para outro telefone. A pessoa que atende solicita todos os dados e senha do cartão, inclusive da um número de protocolo e pede para que a vítima faça uma carta (o golpísta explica como fazer) e coloque junto com o cartão e a senha em um envelope e lacre. Diz que uma pessoa irá até a residência da vítima para pegar o envelope. De posse do cartão e senha, fazem diversas compras, saques, empréstimos e etc. dando prejuízos enormes à vítima.

DICA: AS PESSOAS DEVEM FICAR ATENTAS, POIS BANCO NENHUM FAZ ESTE TIPO DE SERVIÇO, MANDANDO MOTOBOY IR BUSCAR CARTÃO EM RESIDÊNCIA 

GOLPE DO FALSO SEQUESTRO

O estelionatário liga para a vítima e diz que sequestrou algum parente da mesma. Exige que uma quantia em dinheiro seja depositada em uma conta corrente e não permite que a pessoa desligue o aparelho.

Geralmente, os golpistas colocam pessoa gritando ao fundo da ligação, como se fosse o sequestrado, apavorando a vítima. 

DICA: FIQUE ATENTO, ORIENTE TODAS AS PESSOAS DA CASA A NÃO FORNECEREM DADOS PESSOAIS, SOBRETUDO POR TELEFONE, POIS SÃO ESSAS INFORMAÇÕES QUE OS MELIANTES USAM PARA DAR MAIS CREDIBILIDADE AOS GOLPES. ALÉM DISSO, O GOLPISTA NÃO PERMITE QUE A VÍTIMA DESLIGUE O TELEFONE, PARA NÃO MANTER CONTATO COM ALGUM FAMILIAR 

 

VEJA OUTRAS MATÉRIAS E ALERTAS SOBRE GOLPES VIRTUAIS CLIQUE AQUI

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

WHATSAPP DO JORNAL DO POVO PARA ENVIO DE SUGESTÕES, FOTOS OU VÍDEOS
99797-5612 
99797-3003
Siga "JP POVO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black