Prefeito Daniel Alonso queria gastar R$ 120 mil com "festa do peão". Câmara rejeitou a proposta

September 10, 2019

A Câmara de Marília rejeitou nesta segunda-feira (9) projeto de lei que autorizava o prefeito Daniel Alonso (PSDB) a gastar R$ 120 mil com a realização de "festa do peão de boiadeiro". Coma contrapartida da Prefeitura (que começaria com R$ 20 mil) gastos com a festa poderiam chegar a cerca de R$ 200 mil. 

A decisão acontece no mesmo dia que entrou em vigor um decreto de "redução de gastos" assinado pelo prefeito no final da semana passada. Sete vereadores votaram contra a proposta. 

"Não é momento de gastar com festa de peão, pois não se fez nem o desfile de 7 de Setembro", justificou o vereador José Carlos Albuquerque (PRB).

"Nesse momento de crise, em que se escalona salários de servidores e aposentados do Ipremm não é possível fazer esses gastos. A verba é de emenda mas tem outros gastos ainda de contrapartida, onde a Prefeitura deveria gastar com a festa", disse o vereador Luiz Nardi (PR). Já o vereador Evandro Galete (Podemos) disse que averba é "carimbada" do Governo Federal e os vereadores que votaram contra fizeram demagogia. "Mesmo que seja emenda, há contrapartida e o momento não é oportuno", justificou o vereador Cícero do Ceasa (PV) que também votou contra o projeto de gastos. "Sou favorável ao ingresso de R$ 100 mil aos cofres públicos", disse o vereador Marcos Custódio (PSC) que votou a favor da proposta. O vereador Mário Coraíni (PTB) votou contra "por ser festa de peão". 

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

WHATSAPP DO JORNAL DO POVO PARA ENVIO DE SUGESTÕES, FOTOS OU VÍDEOS
99797-5612 
99797-3003
Siga "JP POVO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black
  • Facebook - White Circle
  • Tumblr - White Circle
  • Twitter - White Circle

© 2017 por "JP. Povo