Prefeito Daniel Alonso exonera assessoras indicadas por vereadores que votaram contra o projeto de gastos de R$ 120 mil com festa do peão

September 11, 2019

 Vereadores Albuquerque e Maurício Roberto votaram contra gastos de R$ 120 mil com festa do peão e estariam enfrentando retaliações do prefeito Daniel Alonso 

 

O Diário Oficial do Município publicou as exonerações de duas ocupantes de cargos comissionados: Liliane Aparecida Moma Olande da Silva (assessora do gabinete do secretário de Planejamento Urbano) e Eloísa Cristina dos Santos de Oliveira (assessora da Saúde). 

Elas haviam sido indicadas para os cargos, respectivamente, pelos vereadores José Carlos Albuquerque (PRB) e Maurício Roberto (PP).

As exonerações ocorreram "justamente" após os dois vereadores se posicionarem contra os interesses do prefeito Daniel Alonso (PSDB) na Câmara Municipal.

Albuquerque e Maurício se mantiveram contra, por exemplo, o projeto de lei do prefeito que pedia autorização para gastar R$ 120 mil com festa do peão. Eles também são contra o projeto de lei onde o prefeito pede autorização para realizar um empréstimo de R$ 23 milhões junto à Caixa Econômica Federal. O projeto não especifica claramente onde seroa aplicado todo esse dinheiro. Tanto, que foi adiado após pedido de vistas do vereador Wilson Damasceno (PSDB) na sessão desta segunda-feira. Albuquerque e Maurício Roberto votaram a favor do adiamento, contrariando interesses do prefeito.

"Votei contra o projeto de gastos de R$ 120 mil com festa do peão, os R$ 20 mil que seriam contrapartida da Prefeitura podem ser usados para pagar pequenos fornecedores. Se foi feito um decreto de contenção de gastos, que ele seja cumprido", disse Albuquerque ao JP.

Sobre a exoneração de Liliane Olande, ele disse que ela era eficiente e prestava ótimos serviços para a população. "Não acredito que tenha sido retaliação à minha posição na Câmara, pois votei a favor de todos os projetos da Prefeitura que beneficiavam a população e vou continuar votando. Mas, se o prefeito preferiu agir desta forma, ele não pode esquecer que o mandato ainda não acabou e ele vai enfrentar outras situações, como a votação do orçamento para 2020 e outras matérias. O que for de interesse direto do prefeito e não da população, vou continuar votando contra", afirmou Albuquerque. 

O JP tentou contato com o vereador Maurício Roberto, mas as ligações caíram na caixa postal. O grupo político do prefeito, segundo informações, também está articulando para tentar tirar o comando do PP de Rogério Alexandre da Graça, o Rogerinho, fiel escudeiro do referido vereador. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

WHATSAPP DO JORNAL DO POVO PARA ENVIO DE SUGESTÕES, FOTOS OU VÍDEOS
99797-5612 
99797-3003
Siga "JP POVO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black