Recurso derruba liminar e gestão Daniel Alonso segue castigando aposentados e pensionistas com atrasos de pagamentos

November 7, 2019

Os aposentados e pensionistas do Instituto de Previdência do Município de Marília (Ipremm) continuarão sendo castigados com atrasos de salários na gestão Daniel Alonso (PSDB). 

Isso porque o órgão recorreu ao Tribunal de Justiça do Estado e derrubou liminares concedidas pela Justiça em Marília que obrigavam o Município a pagar os beneficiários  até o 5° dia útil de cada mês.

Um cartaz no Ipremm nesta quinta-feira (7) avisa que só serão pagos proventsoa té R$ 3 mil. Os demais seguem escalonados e atrasados, sem data prevista para pagamento. 

“A dificuldade financeira vivida pelo Município que impactou o orçamento e a gestão de recursos do Ipremm está provada nos autos”, despachou a desembargadora Paola Lorena, apontando riscos de insolvência do Instituto.

Além de liminar concedida em Mandado de Segurança ao Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, pelo juiz da Vara da Fazenda Pública de Marília, Walmir Idalêncio dos Santos Cruz, há pelo menos outros sete mandados de segurança impetrados no mesmo sentido por servidores aposentados, todos com liminar concedida. 

O rombo da atual gestão no Ipremm passa de R$ 110 milhões, com mais de 20 meses sem repasses da parte patronal ao órgão. O prefeito Daniel Alonso declarou recentemente que "é indigesto pagar o Ipremm".

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

WHATSAPP DO JORNAL DO POVO PARA ENVIO DE SUGESTÕES, FOTOS OU VÍDEOS
99797-5612 
99797-3003
Siga "JP POVO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black