PF cumpre mandados de buscas e prisões contra tráfico de drogas com aeronaves, na região

December 4, 2019

 

A Polícia Federal está cumprindo 16 mandados de prisão e busca e apreensão em quatro cidades da região noroeste paulista na manhã desta quarta-feira (4) em uma operação de combate ao tráfico internacional de drogas.

Em todo país foram expedidos 46 mandados judiciais na operação Voo Baixo, sendo 13 de prisão e 33 de busca e apreensão em seis estados. Além de São Paulo, há mandados na Bahia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e Santa Catarina.Em Rio Preto, três pessoas foram presas, sendo dois irmãos e a mulher de um deles. Eles, segundo a PF, teriam aeronaves no nome deles.

Ao todo, em Rio Preto, foram cumpridos oito mandados de busca e apreensão e prisão foram cumpridos em locais de pessoas que teriam ligação com a quadrilha. De acordo com a PF, algumas das pessoas seriam pilotos. Foram apreendidos em Rio Preto documentos relacionados a aeronaves.

Uma outra prisão foi do empresário Rubens de Almeida Salles Netto. Ele foi preso em Paranaíba (MS) e também se apresentava como fazendeiro. Segundo a PF, ele deverá ser levado do Mato Grosso do Sul para a sede da PF em Rio Preto. Ele seria sócio de uma empresa de transportes em Rio Preto.

O G1 ligou para um celular que consta no cadastro da empresa à qual Netto é sócio e também envio e-mail questionando se a defesa dele quer se manifestar, mas até a última atualização desta reportagem, não recebeu retorno.

Os policiais federais também cumpriram mandados no aeroporto de Rio Preto. Agentes chegaram ao local por volta das 5h. Durante mais de três horas, quatro policiais federais permaneceram no escritório do hangar, onde estão sete aeronaves. Do local, eles saíram com vários documentos, que foram levados para sede da Polícia Federal de Rio Preto.

REGIÃO

Em Araçatuba , as equipes estão cumprindo três mandados de prisão e um de busca e apreensão na cidade. Em Pereira Barreto (SP), três mandados estão sendo cumpridos, e em Guararapes (SP), foi expedido um mandado.

O principal alvo da operação é um empresário do interior de São Paulo que comanda o envio de cocaína da Bolívia para o Brasil usando aviões. O suspeito foi preso na manhã desta quarta-feira em Paranaíba (MS).

Depois do transporte, a distribuição da droga é feita por meio de fazendas no Mato Grosso do Sul e São Paulo. A droga era enviada ao porto de Santos, para onde era despachada à Europa.

Até as 7h17 desta quarta, quatro aviões já haviam sido apreendidos e 9 pessoas, presas.

Durante a investigação, que começou em 2018, foram presas outras 11 pessoas que participavam da quadrilha. Seis grandes apreensões também foram feitas nesse período da investigação.

Durante a apuração, um avião foi interceptado pela Força Aérea na fronteira com a Bolívia em abril de 2018, contendo 480 quilos de cocaína.

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

WHATSAPP DO JORNAL DO POVO PARA ENVIO DE SUGESTÕES, FOTOS OU VÍDEOS
99797-5612 
99797-3003
Siga "JP POVO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black