DIG prende acusado de matar travesti a pancadas. Homem disse que "fez loucura", carregava corda e ia tentar suicídio

December 10, 2019

                                  A travesti Marcella Brandina foi assassinada na noite de ontem 

 

Foi preso pela Delegacia de Investigações Gerais na tarde desta terça-feira (10) um homem de 44 anos acusado de matar Rafael Felipe Aparecido Moreira, de 23 anos, uma travesti que usava o nome social de Marcelle Brandina. O acusado foi preso com uma corda nas mãos e disse que "fez uma loucura" e pretendia cometer suicídio. 

O delegado titular da Especializada disse que os dois estiveram em um motel em Vera Cruz na tarde de ontem e estava havendo um entrevero, pois a travesti estaria, segundo o acusado, o extorquindo e ameaçando revelar o caso entre eles.

Na noite de ontem, o acusado levou a travesti até um local ermo às margens da SP-333, próximo ao Boteco da Luzia, onde a matou com golpes tipo mata-leão. O veículo da travesti foi deixado no motel e à noite o acusado foi buscá-lo com um mototaxista e o deixou próximo à Rodoviária de Marília. 

O corpo foi encontrado na manhã de hoje por  pessoas que passavam pelo local. 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

WHATSAPP DO JORNAL DO POVO PARA ENVIO DE SUGESTÕES, FOTOS OU VÍDEOS
99797-5612 
99797-3003
Siga "JP POVO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black