ELEIÇÕES 2020: Juliano da Campestre quer fim do revanchismo e "briguinhas" de politiqueiros. "Quem só perde com isso é a cidade"

December 30, 2019

Juliano da Campestre (Avante) surge como opção de renovação nas eleições municipais de 2020. O empresário da área da comunicação disse que é preciso colocar fim ao clima de revanchismo existente na política local.

“Marília perde muitos recursos por causa destas briguinhas políticas que não levam a nada. Está na hora da cidade eleger um prefeito que vista a camisa do município”, disse Juliano, que recentemente assumiu o Diretório Municipal do Avante em Marília, indicado pelo deputado estadual Sargento Neri.

Aliás, a parceria com o parlamentar do Avante tem rendido emendas importantes para a cidade. “Conseguimos R$ 100 mil para a Maternidade Gota de Leite, R$ 200 mil para o Hospital das Clínicas, R$ 200 mil para o Hospital da Unimar e R$ 200 mil ao Hospital Espírita”, destacou ele.

Em relação às dificuldades financeiras enfrentadas pelo Ipremm (Instituto de Previdência do Município de Marília), que inclusive vem atrasando os vencimentos de aposentados e pensionistas há meses, Juliano disse que a Prefeitura precisa começar a fazer o repasse regular de R$ 11 milhões para sanear as finanças do órgão municipal. “Tem que parar com a velha política de ficar colocando a culpa nos antecessores e trabalhar para a cidade”.

Marília perde muito por não ter um bom relacionamento com os governos federal e estadual, conforme Juliano. “Parcerias com a União e com o Estado poderiam proporcionar investimentos na saúde, educação, pavimentação asfáltica, saneamento básico e outras frentes prioritárias”.

A eleição presidencial do ano passado deu uma lição do novo momento da política no País. “As pessoas querem mudanças, estão cansadas da mesmice na política. As redes sociais vieram para ficar e serão determinantes no pleito do próximo ano”.

Chapa completa de vereadores será lançada pelo Avante. “Teremos 30% de mulheres e vamos montar um grupo forte, sem figurões da política. Queremos pessoas novas, que possam trazer representatividade a diversos segmentos da sociedade, sem vícios políticos”.

Marcos Juliano Ferreira iniciou sua carreira como locutor de rádio e desde cedo ingressou no ativismo político. Em Vera Cruz, se candidatou a prefeito em 2008, mas não se elegeu. Na eleição municipal passada, Juliano obteve 10.292 mil votos em Marília, ficando atrás apenas do prefeito eleito Daniel Alonso (PSDB) e do segundo colocado Vinicius Camarinha (PSB). No ano passado, com mais de 15 mil votos como candidato a deputado federal, ele ficou como um dos suplentes do partido Solidariedade e à época, era aliado de Paulinho da Força. “Infelizmente fui tirado da presidência do partido e então resolvi aceitar convite do Avante”.

Juliano espera que o próximo governante de Marília coloque projetos importantes em prática. “A cidade é extremamente produtiva e trabalhadora, não pode ser este ringue eleitoral que vemos. O mariliense precisa voltar a ter brilho nos olhos quando se fala do nosso município”.

 

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

WHATSAPP DO JORNAL DO POVO PARA ENVIO DE SUGESTÕES, FOTOS OU VÍDEOS
99797-5612 
99797-3003
Siga "JP POVO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black