Ipem lacra bombas de posto de combustíveis que atuava com fraude na Avenida Tiradentes, em Marília

February 4, 2020

 

Duas semanas após vir à tona, após polêmica nas redes sociais, as fraudes do  posto de combustíveis Marília Flex,  localizado na Avenida Tiradentes (ao lado do Burger King), que funcionava com "características" falsas da bandeira Petrobrás (cores da fachada e uniformes de frentistas), fiscais do Ipem (Instituto de Pesos e Medidas), com apoio da Polícia Civil, lacraram 9 das 12 bombas do estabelecimento na tarde desta terça-feira (4). As bombas estavam sem lacres e outras irregularidades e suspeitas. 

O posto já havia sido notificado pelo Procon para retirar as publicidades e características nesse sentido (como cartazes) que poderiam continuar confundindo os consumidores com as cores, faixas e uniformes da Petrobrás, mas sendo "bandeira branca" (sem distribuidora fixa). O gerente do posto foi notificado por propaganda enganosa, mas ignorou as advertências do Procon e o posto continuou funcionando da mesma forma.

RECLAMAÇÕES E AMOSTRAS DE COMBUSTÍVEIS 

Fiscais da Fazenda Estadual também estiveram no estabelecimento há duas semanas e recolheram amostras de combustíveis das bombas para análises da qualidade dos produtos. As ações ocorreram após reclamações e polêmicas nas redes sociais. 

O posto é cadastrado na Agência Nacional de Petróleo (ANP) como bandeira branca. O valor da multa por propaganda enganosa varia de R$ 900 a R$ 9 milhões.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

WHATSAPP DO JORNAL DO POVO PARA ENVIO DE SUGESTÕES, FOTOS OU VÍDEOS
99797-5612 
99797-3003
Siga "JP POVO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black