Prefeito Daniel Alonso quer audiência pessoal no STF, mostra números e reclama do Governo do Estado ter colocado Marília na fase vermelha. "É muito difícil!"

June 26, 2020

 Ministro Luiz Fux determinou que Marília volte à fase vermelha da flexibiliação. Prefeito Daniel Alonso quer audiência pessoal com ele no STF, em Brasília 

 

O prefeito Daniel Alonso (PSDB) disse em entrevista no final da tarde desta sexta-feira (26) que a Prefeitura ainda não foi notificada da decisão do ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (despachada na quarta-feira - 25), que determinou que Marília seja incluída na faixa vermelha da flexibilização, conforme decidido pelo Governo do Estado na semana passada.

Alonso havia conseguido uma liminar no Tribunal de Justiça do Estado que lhe permitia colocar Marília na fase que julgasse adequada, de acordo com os números da Capital paulista.

"Ainda não fomos notificados. Enquanto isso, tudo permanece como está", disse Alonso. Nesse contexto, Marília segue com o comércio funcionando quatro horas por dia e abertura em expediente normal permitida para farmácias, lojas de materiais de construção, postos de gasolina e supermercados, além do setor industrial. Restaurantes, bares, salões de beleza, igrejas e academias seguem fechados. Neste sábado (27), o comércio funcionará das 9h às 13h. 

AUDIÊNCIA PESSOAL COM MINISTRO DO STF

O prefeito disse que o setor jurídico da Prefeitura solicitou audiência pessoal com o ministro do STF, Luiz Fux. "Vamos levar até ele dados e boletins de Marília no sentido de que ele possa fazer uma revisão da decisão", explicou.

"Não estamos esperando pacificamente a notificação da decisão. Temos algumas ações ajuizadas e se uma delas der certo, está bom. Mas tudo é muito incerto", disse Alonso. 

Ele criticou a decisão do Governo do Estado em rebaixar Marília para a fase vermelha (fecha tudo). "Já que o Plano São Paulo trabalha com matemática vamos usar os índices de forma real.  A Capital tem 900 casos a cada 100 mil habitantes e média de 55 mortes a cada 100 mil habitantes. 

Marília tem 130 casos a cada 100 mil habitantes e quatro óbitos e meio a cada 100 mil habitantes, o  que daria 1/10 do que tem em São Paulo. Marília tem apenas 30 por cento dos leitos ocupados, felizmente, enquanto a Capital tem 75 por cento de ocupação

30 leitos e capital 70$ leitos amarela. Então, como a Capital está na fase laranja, também deveríamos estar", concluiu o prefeito.  "É muito difícil, mas a luta continua e não vamos desistir". 

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

WHATSAPP DO JORNAL DO POVO PARA ENVIO DE SUGESTÕES, FOTOS OU VÍDEOS
99797-5612 
99797-3003
Siga "JP POVO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black
  • Facebook - White Circle
  • Tumblr - White Circle
  • Twitter - White Circle

© 2017 por "JP. Povo