ELE, DE NOVO! Toffoli barra CPI e livra o corrupto Witzel do impeachment

July 28, 2020

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), mariliense Dias Toffoli, decidiu nesta segunda-feira (27) dissolver a atual comissão especial e determinar que a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) forme um novo colegiado para analisar o processo de impeachment do governador Wilson Witzel.

A defesa do governador havia recorrido ao STF questionando vícios na comissão que conduz o processo que pode levar ao afastamento de Witzel. Entre as alegações, os advogados contestaram o fato de a comissão ter sido constituída pela simples indicação dos líderes sem qualquer votação aberta e que não houve respeito à proporcionalidade das bancadas. 

"Ante a iminência do prazo para o reclamante apresentar sua defesa (29/07/2020), defiro a medida liminar para sustar os efeitos dos atos impugnados, desconstituindo-se, assim, a comissão especial formada, para que se constitua outra comissão, observando-se a proporcionalidade de representação dos partidos políticos e blocos parlamentares, bem como a votação plenária dos nomes apresentados pelos respectivos líderes, ainda que o escrutínio seja feito de modo simbólico", disse trecho da decisão de Toffoli. A defesa do governador comemorou a decisão do presidente do Supremo. "A defesa entende que a justiça foi restabelecida quanto ao rito processual", disse o advogado Manoel Peixinho. 

Já a assessoria de imprensa da Assembleia fluminense informou que "Procuradoria da Alerj está analisando a decisão do ministro". A abertura do processo de impeachemnt de Witzel foi embasado pelas suspeitas em relação às compras e contratações relacionadas à pandemia de Covid-19 no Estado. Vários integrantes da Secretaria de Saúde do Estado foram presos, entre eles um ex-secretário, acusado de chefiar uma organização criminosa na pasta. Com a decisão, Witzel ganha tempo para articulações e negociações políticas para obter apoio necessário contra o impeachment. O pedido acolhido pelo STF tinha sido negado pela negado pela Justiça do Rio. 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

WHATSAPP DO JORNAL DO POVO PARA ENVIO DE SUGESTÕES, FOTOS OU VÍDEOS
99797-5612 
99797-3003
Siga "JP POVO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black
  • Facebook - White Circle
  • Tumblr - White Circle
  • Twitter - White Circle
Anuncie aqui!!!
14 99797-5612

© 2017 por "JP. Povo